terça-feira, 3 de março de 2015

[Resenha] Simplesmente Acontece - Cecelia Ahern

Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 448
Classificação: 5/5 estrelas (Favorito no Skoob)
Título Original: Love, Rosie

Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples

Resenha:

O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas?

Por pouco não li esse livro antes de ver o filme. Inicialmente, ele estrearia nos cinemas dia 8 de Janeiro e eu não tinha o livro ainda. Depois, o filme foi adiado para o dia 28 do mesmo mês e novamente eu não tinha o livro. Por fim, uma nova alteração na data de lançamento do filme aconteceu e ele foi jogado para o dia 5 de Março, e então finalmente li o livro e vi o que eu quase ia perdendo, pois pelo trailer do filme, bastante coisa foi mudada ou vai faltar - e é até compreensível pela forma como o livro é escrito.

Simplesmente Acontece é todo em cartas, e-mails, bilhetes, etc; o que torna os acontecimentos muito rápidos e impossível de parar a leitura. Há todo momento você se pega perguntando "isso aconteceu mesmo?" porque tudo acontece totalmente diferente do que esperamos, complicando ainda mais a vida de Rosie e Alex. Esse livro tirou minha paz durante os seis dias que levei para finalizá-lo porque ele não é nada clichê, muito pelo contrário. A cada página, eu ficava ''agora tudo vai dar certo'', mas levava outro banho de água fria.

Alex e Rosie são personagens reais, repletos de defeitos e qualidades; que é impossível não simpatizar e torcer por eles. E esse foi o maior acerto da Cecelia: todos seus personagens são bem construídos, além da história. Por isso, sofremos ao ver a vida de ambos declinar mais e mais a cada escolha que eles fazem, principalmente a de Rosie. E até complicado falar do livro em si, pois quanto mais a vida dos dois fica ruim, mais o livro fica interessante (deu pra perceber a falta de lógica?

É realmente assim que a história dos dois nos deixa, a todo momento você fica ''tá, mas quando a vida dos dois vai melhorar?", mas cada vez mais a sensação de final feliz vai se afastando. Não há armações ou manipulação de terceiros aqui, tudo acontece simplesmente. Me deu uma agonia ver que eles demoraram tanto tempo para ficarem juntos. Pelo trailer do filme, essa parte do nosso sofrimento deverá ser menor - graças a Deus porque já basta o sofrimento no livro - e eu quero muito ver o filme, pois adoro a Lily Colins e gostei bastante do Sam Clafflin em Em Chamas.

Mas além dos dois, é interessante acompanhar a vida de Ruby, a melhor amiga de Rosie; e Kate e Toby, filha de Rosie e melhor amigo dela - que seguem o mesmo caminho de Alex e Rosie, o típico ''todo mundo sabe que a gente se ama, menos nós mesmos". Adorei que fizeram uma troca de papéis, onde a Katie escreve errado e o Toby a corrige - com Rosie e Alex, ele é quem escrevia errado. Foi bem engraçado essas cartas e e-mails. Ruby também é super engraçada e envolvente, e a amizade que ela e Rosie constroem durante os anos é linda.

Esse livro foi maravilhoso. Amei várias quotes, os personagens, a história... ele foi como uma vida real mesmo. Recomendo muito e fiquei mais animado para o filme. E se você ainda não conhece a adaptação, veja o trailer abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário