sábado, 27 de abril de 2019

[Resenha] After - Anna Todd

Autora: Anna Todd
Editora: Paralela
Páginas: 524
Classificação: 2/5 estrelas
Título Original: After

Tessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança.

No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir um quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. 

Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar. Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma.

Resenha:

Depois dele, ela nunca mais será a mesma.

Lembro que quando a Paralela anunciou After, fiquei bastante curioso para lê-lo, mas nunca o pegava de fato. Com o lançamento do filme e o intensivo das pessoas apontando o romance abusivo na história, e, particularmente, acho errado opinar sobre algo sem de fato conhecer; então isso foi um dos motivos, além da minha curiosidade, para ler o livro depois de toda a campanha contra ele. E, infelizmente, elas estavam certas.

O maior problema são os personagens. Por mais que Hardin seja realmente problemático e irritante, Tessa é tão quanto ele. É uma relação de toxicidade e abuso mútuo, o que torna impossível torcer pelos dois - ou até mesmo por eles individualmente. Mesmo torcendo para ela não aceitar tal situação, não foi uma torcida por ela em si, e sim por não apoiar ou querer qualquer forma de relação abusiva para alguém. E como o livro se resume 98% a essa relação com brigas à todo capítulo, a leitura é arrastada e provoca várias reações negativas - o que me fez desistir do mesmo na metade por meses e só voltar pouco tempo atrás e finalizá-lo de vez.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

[Resenha] Gossip Girl: Os Carlyle - Me Dê Uma Chance | Cecily Von Ziegesar

Autoras: Cecily Von Ziegesar & Annabelle Vestry
Editora: Galera Record
Páginas: 304
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: Gossip Girl: The Carlyle - Take a Chance on Me

Mais um semestre começa e os trigêmeos Carlyle estão prontos para fazer amigos e inimigos em um semestre que promete inúmeros escândalos, fofocas e glamour.

Baby na terapia, tendo que lidar com questões com seu pai. Owen com seu segredinho finalmente revelado. Avery com um novo estágio na glamourosa revista de moda Metropolitan. Pressões, consequências e muito o que falar. Aqui, as batalhas se lutam com rumores ácidos e olhares gelados.

Nota: A resenha contém spoilers dos livros anteriores.

Resenha:

Vale tudo no amor e na guerra.

Como eu disse na resenha do livro anterior, Os Carlyle conseguiu me surpreender muito e quando vi, já estava apegado aos personagens e lendo os três volumes já lançados aqui no Brasil um atrás do outro, em um período de cinco dias. E quanto mais me aproximava do fim de Me Dê Uma Chance, ficava mais triste, afinal o 4º e último da série segue sem lançamento previsto pela Galera Record.

O final de Você Nunca se Satisfaz havia me deixado louco para saber o que aconteceria com Jack e Owen, pois o casal improvável que os dois formaram me agradou mas eles acabaram seguindo caminhos opostos nos últimos capítulos. Porém, apesar de ficar triste, entendi completamente ao ler esse terceiro livro. Os dois ainda tinham assuntos do passado para resolver, principalmente Owen. Jack acabou em um plot similar ao de Avery no livro anterior, onde descobriu que nem sempre o que queremos é, de fato, o melhor para nós, e gostei desse choque de realidade para ela.

Algo que sempre gostei em Avery foi o fato de a autora nunca jogar um par romântico para ela - sua história sempre foi seus sonhos e metas, e era engraçado acompanhá-las. Mas após resolver tais problemas, Annabelle deu indícios de um possível casal entre ela e um personagem e assim como Jack e Owen, esse improvável romance me conquistou e quero ver mais dos dois no próximo livro. Baby teve um caminho similar ao da irmã, de focar mais em si do que em relacionamentos, por isso seus momentos também foram interessantes e lhe deram mais profundidade; assim como Rhys. Ele sempre foi um personagem que gostei por ser leal aos amigos e foi bom ver tudo se encaixando em sua vida após os problemas com Kelsey e Owen.

Por isso, é impossível não ficar ansioso para ler Love the One You're With e ver como os irmãos e os amigos vão terminar, ainda mais depois desse mais que satisfatório final e gancho para o quarto livro - apesar de, ironicamente, sentirmos um ar de final conclusivo no fim. A escrita da autora continua ótima e viciante, e espero muito que a Galera Record não tenha desistido da série logo no último volume, depois de lançar mais de 20 livros (!) do universo de Gossip Girl.

sábado, 13 de abril de 2019

[Resenha] Gossip Girl: Os Carlyle - Você Nunca se Satisfaz | Cecily Von Ziegesar

Autoras: Cecily Von Ziegesar & Annabelle Vestry
Editora: Galera Record
Páginas: 256
Classificação: 4.5/5 estrelas
Título Original: Gossip Girl: The Carlyles - You Just Can't Get Enough

Uma semana foi suficiente para que Avery, Owen e Baby – os trigêmeos Carlyle – deixassem a sua marca em Nova York. Afinal, sete dias na Big Apple podem ter efeitos muito devastadores.

Avery continua empenhada em se tornar a garota mais fabulosa e influente da Constance Billard. Baby ainda não achou nada de realmente interessante na cidade, além do jovem milionário J.P. Já Owen não consegue esquecer uma certa noite de amor na praia.

Os Carlyle, que agora ocupam o apartamento no qual Blair Waldorf morou, prometem também seguir os passos dos personagens de Gossip Girl, com uma trama repleta de drama, romance, intriga e, claro, fofoca.

Nota: A resenha contém spoilers do livro anterior.

Resenha:

"Brincar na piscina das crianças é muito diferente de saltar na parte funda." - pág. 126.

Os Carlyle foi uma grata surpresa e gostei tanto dos personagens, que iniciei Você Nunca se Satisfaz logo após finalizá-lo.

Owen, assim como no livro anterior, continua com o plot mais interessante. Passamos toda a leitura apreensivos de Rhys descobrir sobre seu passado e de Kelsey, mas além disso, Owen forma um "casal" bem improvável com uma personagem e confesso que gostei bastante dos dois juntos; foi o típico clichê de "não passa de um plano, mas iremos nos apaixonar", e vários casais acabam dando certo assim.

quarta-feira, 10 de abril de 2019

[Resenha] Daire Meets Ever - Alyson Noël

Autora: Alyson Noël
Editora: St. Martin's Griffin
Páginas: 49
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: Daire Meets Ever

O que acontece quando um imortal encontra um buscador de almas? Descubra nesta cena bônus como Ever Bloom, protagonista da série Os Imortais, e Daire Santos, de The Soul Seekers, se cruzam!

Resenha:

O que acontece quando um imortal encontra um buscador de almas?

Os Imortais é uma saga de fantasia bem conhecida, mas nem sempre por motivos bons. Muita gente a detesta e acha os livros ruins, porém eu a adoro! Alyson Noël conseguiu me envolver e fazer torcer pelos personagens, além de serem livros rápidos e curtos.

Por isso, quando ela anunciou The Soul Seekers, sua nova série de fantasia, fiquei ansioso. E para apresentá-la, Alyson presentou os fãs com esse conto, onde Daire conhece Ever, a protagonista de Os Imortais.

sábado, 6 de abril de 2019

[Resenha] Gossip Girl - Os Carlyle | Cecily Von Ziegesar

Autoras: Cecily Von Ziegesar & Annabelle Vestry
Editora: Galera Record
Páginas: 304
Classificação: 4.5/5 estrelas
Título Original: Gossip Girl - The Carlyles

Blair, Serena e Nate tiveram seu tempo de glória. Até agora. Um novo trio chegou à Nova York, trazendo uma boa bagagem de... escândalos!

Baby, Avery e Owen Carlyle são de Nantucket, Massachuttes, e, sim, eles têm pedigree. Netos de Avery Carlyle, uma das mais sofisticadas damas da sociedade nova-iorquina recém-falecida, os trigêmeos se mudam para o apartamento que pertencia a Blair e sua família e estão prontos para fazer de Nova York seu novo playground.

Linda e loura, Avery é uma aspirante a "mais popular do colégio". Mas antes mesmo do primeiro dia de aula, A já tem uma inimiga: Jack, uma das mais ricas e detestáveis garotas da Constance, que sabe bem como transformar em um inferno a vida de qualquer um - e é exatamente isso que ela planeja para A. Ao contrário da irmã, Baby não quer ser aceita no colégio nem fazer novas amigas: prefere ser expulsa e voltar para Nantucket, onde está o namorado (e, ah, as intermináveis farras na praia).

Enquanto isso, Owen está matriculado na St. Jude's. Um gato que nunca dispensa a sunga, ele não precisa se preocupar com a popularidade e pode escolher os amigos, amigas e, claro, namoradas. Mas uma paixão misteriosa durante as férias parece ter pegado o rapaz de jeito... O verão pode ter acabado, mas para os Carlyle as coisas só estão começando a esquentar!

Resenha:

O verão pode ter acabado, mas para os Carlyle as coisas só estão começando a esquentar!

Adoro o universo de Gossip Girl. A série de TV é uma das minhas favoritas e também gosto muito dos livros e de It Girl, por isso Os Carlyle sempre chamou minha atenção, apesar de ter adiado a leitura pois queria iniciá-los após Só Podia ser Você, o 12º volume de GG. Porém, como a leitura dele não é de fato obrigatória - Os Carlyle se passa após o 11º -, resolvi pegá-los de vez.

Acho que poucos sabem, mas essa série não é escrita por Cecily, apesar de levar seu nome; e sim Annabelle Vestry. Não sei se foi ela que também escreveu os últimos de GG - Cecily só escreveu até o sétimo e, depois, Psycho Killer -, mas acredito que sim, pois o espírito da Gossip Girl está idêntico ao dos anteriores e seus comentários são sempre irônicos e engraçados. A Galera Record acabou fazendo um erro na diagramação e não deixando os mesmos em itálico como nos livros de GG, então para quem não leu nenhum talvez não os pegue no início; mas quem já teve contato como eu vai identificá-los de cara.