sábado, 13 de maio de 2017

[Resenha] Devoted - Hilary Duff

Autora: Hilary Duff
Editora: ID
Páginas: 317
Classificação: 3.5/5 estrelas
Título Original: Devoted

No primeiro volume da série, Elixir, Clea Raymond encontrou sua alma gêmea: Sage, um rapaz misterioso e muito bonito. Ela descobre que eles se amam há muitas vidas, mas em cada uma delas, a paixão dos dois acaba terminando de maneira trágica. 

Clea quer, mais do que tudo, que a história não se repita novamente. Ela deseja viver esse amor. Mas há pessoas que querem destruir Sage e roubar o Elixir que o torna imortal. E conseguem chegar bem perto…

Sage foi sequestrado e Clea não vai sossegar até reencontrá-lo. Ela sabe que ele está bem, pode sentir. Com a ajuda de Ben, seu grande amigo, a moça sai em busca de Sage e os dois têm de se aliar à Vingança Maldita, antigos inimigos, para tentar chegar até onde ele está. Será que essa é mesmo a coisa certa a fazer? Ou será que Clea está apenas selando novamente seu destino trágico?

Nota: A resenha pode conter spoilers do primeiro livro. Leia por sua conta e risco!

Resenha:

Um amor perdido, mas nunca esquecido…

Estava bastante animado para ler Elixir e o resultado foi mediano. Por isso, estava com certo receio em começar Devoted, apesar da curiosidade. Isso e o fato de os livros estarem sempre caros, devido ao fim da Editora iD. Felizmente, na Bienal que aconteceu na minha cidade em Março de 2017 comprei esse e o terceiro por dez reais cada, e decidi dar logo a segunda chance para a trilogia.

Felizmente a história até melhora e ganha pontos positivos, mas ainda segue com alguns problemas do primeiro. A introdução de novos personagens é, de longe, a melhor coisa na continuação, principalmente Os Anciões. O desenvolvimento deles e da mitologia por trás da família foi bem feita e interessante; é impossível não simpatizar e torcer por Amélia, uma das integrantes, e que intercala a narração do livro com Clea, outro ponto positivo. E se em Elixir faltava uma verdadeira vilã, aqui temos uma personagem que odiamos desde o primeiro segundo que descobrimos suas verdadeiras intenções. Nico também foi uma boa introdução e gostei do personagem. Já Suzanne não acrescenta muito na história e sua presença é quase nula no geral.

terça-feira, 9 de maio de 2017

[Resenha] Harry Potter e o Cálice de Fogo - J.K. Rowling

Autora: J.K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 535
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: Harry Potter and the Globet of Fire

No quarto ano em Hogwarts, Harry Potter, embora ainda sem idade suficiente, é misteriosamente selecionado pelo Cálice de Fogo para competir no arriscado Torneio Tribruxo.

Estranhos sinais luminosos no céu mostram que Voldemort pode estar anunciando sua volta. Além disso, a marca na testa de Harry não pára de doer, o que sempre significa que algo muito tenso está para acontecer. Harry e seus amigos precisam enfrentar testes terríveis, dentro e fora da gincana. Será que estão preparados?

Resenhas anteriores: Harry Potter e a Pedra Filosofal | .

Resenha:

O Torneio Tribuxo começou!

Depois de três excelentes livros, estava mais do que ansioso para esse quarto volume. Infelizmente, nem tudo foi perfeito e é em O Cálice de Fogo que temos uma leva decaída. Apesar de ser um livro muito bom, foi o primeiro da série a apresentar problemas, como o começo extremamente arrastado, que volta a acontecer pela metade, mesmo que não seja tão visível quanto no começo pois o mundo de Hogwarts nos envolve totalmente.

Entretanto, os personagens e a escrita da J.K. continuam excelentes. Ela consegue nos envolver, enganar e surpreender com o grande mistério até o final, onde tudo, como sempre, se encaixa e faz todo o sentido. Os novos personagens também são cativantes, principalmente Cedrico; e começamos também a ver os protagonistas desenvolvendo interesses românticos, mostrando que, apesar de todo o caos no mundo bruxo, eles ainda possuem seus lados humanos. Também curti a aproximação de Harry e Hermione pois, por mais que os três sejam grandes amigos, a amizade de Harry e Rony sempre foi demonstrada de um modo maior.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

[Resenha] Círculo Secreto - O Poder | L.J. Smith

Autora: L. J. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 240
Classificação: 4.5/5 estrelas
Título Original: Secret Circle - The Power

Black John está mais perto do que nunca. Depois de ter sua energia libertada do crânio de cristal e de retornar do mundo dos mortos, tudo que mais deseja é reunir o coven de bruxos e bruxas que há muitas décadas lhe foi prometido. 

Para isso, tomou a forma humana e prepara-se para lutar e vencer. Seja matando as pessoas ou subjugando os mais fracos graças ao seu poder psíquico. Para impedi-lo, o círculo precisa encontrar uma fonte de poder tão grandiosa quanto a de seu inimigo. Talvez a própria Cassie seja a solução.

Resenha:

Quem controla o verdadeiro poder?

O Poder continua tão bom quanto os dois anteriores, A Iniciação e A Prisioneira. A escrita de L.J. Smith continua nos viciando na leitura e mesmo que o livro não possua grandes momentos de suspense, passamos as páginas sem perceber.

Os personagens continuam bem desenvolvidos como nos anteriores, mas sem dúvidas, Cassie é a que mais cresce na história, que está bem melhor do que no livro passado. Sem dúvidas, foi extremamente chato todo o "sou uma má pessoa" que ela nutriu quase o livro todo e, felizmente, isso não existe aqui. Seu foco está totalmente em deter Black John antes que ele tome New Salen para si. Faye, que é minha personagem favorita, ganha uma nova "missão" aqui e foi até interessante, pois esse acontecimento não ocorreu na série. Black John também mantém um ar misterioso e sua ligação com o Crânio de Cristal, quando vem à tona, faz todo o sentido.