quinta-feira, 30 de junho de 2016

TAG DOS 50% - Melhores e Piores do 1º Semestre


Oi, pessoal! Aqui estou com mais uma tag, mas desta vez é para fazer uma recapitulação sobre as leituras do primeiro semestre de 2016. Ela foi criada pelo Victor do Geek Freak, e eu adorei.

A maioria dos booktubers ou IGs literários a fizeram no comecinho de Junho, mas preferi deixar para o final para poder considerar todas as leituras do mês e não apenas as primeiras. Até agora, li apenas 22 livros, então tenho que acelerar um pouco para cumprir a meta de 2016.

Como sempre, tagueei algumas pessoas no post do Instagram, portanto se você tem um blog ou IG literário e quiser ser nas próximas tags, basta comentar aqui ou lá. Mas, claro, se você gostar da tag e quiser respondê-la, eu vou adorar ver suas respostas. É só deixar o link nos comentários e os créditos ao blog (e ao Geek Freak, claro!) caso tenha visto aqui. Agora, sem mais delongas, vamos as minhas escolhas:

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2016:


Cidade de Vidro. O terceiro livro - que encerra a primeira trilogia da série - é frenético do início ao fim e é quase impossível parar de ler.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

[Resenha] The Game - O Jogo | Anders de la Motte

Autora: Anders de la Motte
Editora: DarkSide
Páginas: 272
Classificação: 2.5/5 estrelas
Título Original: The Game

Você quer jogar? É só um jogo. Isso é o que pensa Henrik “HP” Peterson, protagonista da Trilogia The Game, ao aceitar um convite anônimo, via celular, para participar de missões inusitadas pelas ruas de Estocolmo. Mas a cada tarefa cumprida, e devidamente compartilhada na rede, ele tem a sensação de que a brincadeira está ficando séria demais. Será paranoia? Ou será que HP está realmemte caindo numa poderosa rede de intrigas, com conexões que poderiam chegar aos responsáveis pelo assassinato do primeiro ministro sueco em 1986 ou até mesmo aos ataques do 11 de setembro? Quem afinal está por trás desse JOGO? Você tem coragem de investigar? 

A outra jogadora é a detetive Rebecca Normén, recém promovida para o grupo de elite do Serviço de Segurança sueco. Enquanto sua carreira decola quase por acaso, mensagens anônimas deixam claro que segredos do seu passado não estão tão bem guardados assim.

Resenha:

O jogo começa agora.

Desde que a sinopse de The Game - O Jogo foi divulgada pela DarkSide, fiquei extremamente curioso para lê-lo, só que pelo fato de ser um livro um pouco caro por conta da qualidade na fabricação, sempre adiava a compra por outros que também me despertavam interesse. Mas ao ver uma promoção, foi impossível não comprá-lo. Infelizmente, ao finalizar a leitura a sensação de decepção foi maior.

O plot principalmente do livro - o Jogo - é realmente bem interessante, mas as narrações de HP e Rebecca não. A única que me despertava interesse era a de HP e exatamente por ser ela que movimentava a trama da história, diferente da de Rebecca que, antes de unir-se à HP, só tratava de seus problemas pessoais por conta de um relacionamento do passado. Confesso que a personagem tem um certo crescimento com o passar da história e fica mais fácil compreendê-la - assim como sua narrativa melhora -, mas ainda assim não me identifiquei muito com ela. HP, como eu disse, tem uma narrativa mais interessante por ser o que acompanha o Jogo de dentro e é fácil torcer por ele, mesmo que no começo ele seja um personagem bem narcisista.

terça-feira, 14 de junho de 2016

[Resenha] O Teorema Katherine - John Green

Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: An Abundance of Katherines

Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Resenha:

19 Katherines por enquanto...

De todos os livros de John Green, O Teorema Katherine era o que menos me despertava interesse por envolver Ciências exatas - sou de humanas! Mas resolvi deixar esse "medo" de lado e ler a obra, já que é a única que não li do autor (além de Will & Will).

No início a leitura foi um pouco devagar, mas com o passar das páginas a narrativa começou a me prender e quando vi já havia passado de mais da metade e queria acabar o quanto antes. Apesar da sinopse remeter a algo triste - afinal, namorar dezenove garotas com o mesmo nome não é lá algo normal -, a história em si não possui uma carga dramática tão grande como Quem é Você, Alasca? ou A Culpa é das Estrelas, por exemplo. As histórias por trás das Katherines são sempre hilárias e conseguem explicar o fato do total exagerado de namoros diante à pouca idade de Colin.

domingo, 12 de junho de 2016

[TOP 5] Meus Casais de Séries Preferidos!


Hoje é Dia dos Namorados e para comemorar a data, resolvi listar meus cinco casais preferidos no mundo das séries. É claro que gosto de muitos outros - seja de filmes, livros, novelas... -, mas por conta de um seriado durar mais tempo, é impossível não nos apegarmos à esses específicos. Vamos a lista!


1 - Dan e Serena (Gossip Girl):

Ao longo da lista, vocês perceberão que geralmente gosto de casais que a maioria não shippa, ou que são "ofuscados" por outro casal na série, como é o caso de Derena, já que Chair (Blair e Chuck) é o preferido dos fãs. Gosto dos dois também, mas Dan e Serena sempre será meu favorito. Mesmo com todas idas e vindas, é claro que o amor que um nutre pelo outro é mais forte. A cena de Dan observando Serena voltar para a cidade é uma das minhas favoritas da vida!

sexta-feira, 10 de junho de 2016

[TAG] Café com Sabor de Livros


Oi, pessoal! Faz tempo que eu não trago uma TAG pro blog - a última foi Eu devia odiar, só que não!. Então, para o blog não ficar desatualizado nesse tempo que estou com uma ressaca literária, resolvi fazer a Café com Sabor de Livros, que vi no canal da Karyna Pirola. Para verem o video dela basta clicar aqui.

Marquei algumas pessoas no Instagram do blog para fazerem também, mas se você gostar da tag e não foi marcado, sinta-se tageado para responder! E deixe o link do post nos comentários que vou adorar ver suas respostas. Então, sem mais delongas, vamos as minhas escolhas:

1. Café Expresso = o livro que você esteja lendo atualmente:

No momento, não estou lendo nenhum, porque estou em uma ressaca literária, mas A Coroa foi o último que li.

Ressaca Literária me pegou de jeito!


O motivo do blog está desatualizado estes últimos dias é porque estou com a famosa Ressaca Literária! Ela começou logo após eu terminar A Coroa e não consegui me concentrar em nenhum dos dois livros que tentei pegar depois (O Teorema Katherine e The Game - O Jogo).

Por conta disso, resolvi focar nas séries de TV, o que tem sido bem proveitoso, hahaha. Porém, amigos que já leram O Teorema Katherine me falaram que o começo é realmente lento, por isso, em breve darei outra chance. E vamos torcer para que eu saía dessa ressaca!