sexta-feira, 13 de março de 2015

[Resenha] A Seleção - Kiera Cass

Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 368
Classificação: 4.5/5 estrelas (Favorito no Skoob)
Título Original: The Selection

Nota: Essa resenha foi escrita em Junho de 2014.

Resenha:

Trinta e cinco garotas e uma coroa.

Acho que já disse isso em outra resenha, mas não custa repetir: uma capa chama, sim, a atenção do leitor para a história. Todo mundo diz ''nunca julgue um livro pela capa'', mas é impossível que alguém nunca tenha comprado um livro pela capa, principalmente uma linda como essa de A Seleção. E, felizmente, posso dizer que a beleza não acaba aí.

Creio que todo mundo sabe a história do livro, mas para quem não conhece, A Seleção acompanha trinta e cinco garotas que disputarão o coração do Príncipe Maxon e o posto de Princesa (posteriormente, Rainha) de Illéa. Todas ali querem conquistar isso, menos America Singer, pois ela possui um namorado secreto e é com ele que ela quer viver seu conto de fadas. Mas com o passar do tempo, ela começa a ver que Maxon é que pode ser seu futuro.

Depois dessa sinopse criado por mim (\o/), vamos ao que interessa. Essa saga é maravilhosa, pessoal! A escrita da Kiera, idem. Você vai lendo e quando ver, já avançou incontáveis páginas, pois tudo flui muito bem. Mesmo que classifiquem a história como uma distopia, a Kiera optou por focar no romance e ele é tão bem estruturado que é impossível se sentir enganado por ter esperado uma história como Jogos Vorazes - já que muitos ligam essa saga a de Suzanne Collins.

Os personagens também são ''gente como a gente''. A começar por America, que não é uma protagonista chata como Cassia, de Destino. Ela fala o que pensa, age do modo que quer num lugar onde deveria haver modos... enfim, é fácil se identificar e torcer por ela. Outro que é extremamente bem construído é Maxon. É comum nessas histórias, os personagens masculinos serem controladores, enigmáticos e chatos; mas Maxon é totalmente diferente. Ele é simpático, doce e cavalheiro com todas as trinta e cinco meninas.

A outra ponta do triângulo é Aspen. Ele também é politicamente correto, mas o achei mesquinho em alguns momentos, e por isso não consegui me identificar com ele. Pra mim, nem se iguala ao Maxon. #TeamMaxon! Já das outras selecionadas, as que recebem maior destaque são Marlee e Celeste. A primeira é a típica amiga da protagonista e também bem construída; enquanto a segunda é a vilã. Eu simplesmente tenho uma queda pelos vilões, e amo a Celeste! E já que mencionei sobre ser Team Maxon, é impossível não se envolver e shippar Maxerica. A construção do romance dele é muito bem feita pela Kiera e 80% dos fãs torcem pelos dois.

Por fim, o único ponto negativo é a falta da distopia, coisa que a Kiera deve focar nos dois próximos livros da trilogia. A diagramação da editora Seguinte está muito bem feita, não lembro de ter encontrado algum erro na revisão. Enfim, se você gosta de um bom romance ou uma história leve, está mais que recomendado! E se você já é um Selecionado (nome do fandom) e já leu o livro, toca aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário