quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

[Resenha] It Girl - Uma Garota Entre Nós | Cecily Von Ziegesar

Autora: Cecily Von Ziegezar
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: It Girl - Notorious

Passar vergonha na frente de todo o colégio e desrespeitar o comitê disciplinar tornam Jenny realmente popular no colégio. Mas a fama não é nada, Jenny está totalmente apaixonada.

O único problema é que ele é namorado de sua colega de quarto. Além disso, Tinsley Carmichel – que todos pensavam que tinha sido expulsa – está de volta e quer recuperar seu posto de “A Garota”.

Nota: Este livro é o segundo da série, portanto a resenha poderá conter spoilers do primeiro; assim como da série original, Gossip Girl. Leia por sua conta e risco!

Resenha:

Olha quem voltou!

Gostei bastante do primeiro livro de It Girl, portanto não via a hora de ler a continuação. Mas como já é costume, os livros da Cecily Von Ziegesar são bem caros e é preciso ficar esperando aquela promoção esperta para adquiri-los. Mas, voltando para o foco dos livros, esse segundo volume consegue ser tão bom quanto o primeiro.

Em Uma Garota Entre Nós, temos o retorno de Tinsley Carmichel, a antiga moradora do quarto de Jenny na Waverly Academy. A personagem foi bastante citada no primeiro livro, então era óbvio que ela iria aparecer na série, mais cedo ou mais tarde. E outra coisa que era bastante óbvia seria sua personalidade. De fato, Tinsley é mimada, manipuladora e cruel, chegando até a ser descrita por Jenny como uma mistura de Blair e Serena. Particularmente, não acho Serena manipuladora como Blair, mas diferente da Waldorf, Tinsley não consegue ganhar a empatia do leitor, muito pelo contrário, não via a hora dela se dar mal. E como ela é quase mais protagonista do que a própria Jenny nesse volume, foram em muitas horas que desejei isso.

Porém, sua participação foi de extrema importância para a história, pois com sua volta, os personagens começaram a se revelarem de verdade, principalmente Callie. Se no primeiro livro, ela se mostrou uma menina manipuladora e disposta à qualquer coisa para salvar o próprio pescoço, aqui vemos que ela é só mais um dos peões que Tinsley manipula como bem entende. Heath também entra para essa lista, pois se já era um babaca no primeiro livro, nesse ele faz de tudo para ter a atenção da ex-colega de escola. Jenny, por sua vez, continua gostando cada vez mais de Easy e está disposta a esquecer até a popularidade que almejava ao ir para a Waverly. É difícil se acostumar com essa nova face da personagem, mas é bom ver pessoas boas no meio de tantas mentirosas e trapaceiras.

Easy também mostrou que não se orgulha do que fez com Brandon enquanto este ainda namorava Callie, e isso foi positivo, pois Jenny não o merecia caso ele não sentisse nenhum remorso. Brett também parou de ser dependente de seu interesse amoroso do primeiro livro e vingou-se da traição que sofreu - confirmando minha suspeita de que Eric não valia nada. Brandon, por outro lado, me irritou profundamente por ainda insistir em Callie quando é visível que ela não quer mais nada com ele.

Assim como o primeiro, a leitura desse volume é fluída, rápida e sarcástica. Cecily nos lembrar dos momentos em Gossip Girl, mas sem parecer uma cópia, o que é extremamente positivo pois a fórmula das duas é quase a mesma. A única coisa que me incomodou foi esse foco em Tinsley que acabou apagando um pouco Jenny, mas entendo que foi necessário para os acontecimentos desse capítulo. Estou bastante animado para os próximos livros e recomendo se você tiver gostado de Gossip Girl ou do livro anterior da série, ou procurar uma leitura leve e divertida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário