segunda-feira, 15 de outubro de 2018

[Resenha] Coroa Cruel - Victoria Aveyard

Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 232
Classificação: 3.5/5 estrelas
Título Original: Cruel Crown
Compre: Amazon Brasil

Duas mulheres, uma vermelha e uma prateada contam sua história e revelam seus segredos.

Em Canção da Rainha, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte.

Já em Cicatrizes de Aço, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho.

Nota: Este é o primeiro livro de contos da série A Rainha Vermelha e a resenha pode conter spoilers dos livros.

Resenha:

Duas mulheres: uma vermelha e uma prateada.

Desde que li A Rainha Vermelha e Espada de Vidro, fiquei curioso para ler esse livro de contos, mas acabei adiando-o em vista de outros títulos. Mas agora, com Tempestade de Guerra e o "fim" da série, decidi lê-los e conhecer mais sobre Coriane e Farley.

O primeiro conto, Canção da Rainha, e de Coriane, foi o meu favorito. Por não a conhecermos no início de A Rainha Vermelha, a antiga rainha sempre foi uma figura que nos despertou curiosidade. O conto possui toda uma atmosfera triste, o que condiz com todas as vezes que Coriane é lembrada nos demais livros pelos personagens. Além disso, ele ainda traz segredos interessantes envolvendo os antepassados dos Calore e que me deixaram surpresos. Por ser mais curto, ele nos dá uma ótima sensação de quero mais.

O segundo, Cicatrizes de Aço e que acompanha Farley, por outro lado, foi esquecível. O achei confuso em certos momentos e até mesmo cansativo. Apesar de haver uma grande melhora quando Shade é introduzido, não considerei-o tão informativo, pois já sabíamos tudo que foi informado sobre Farley e a Guarda Escarlate aqui - apenas suas cenas com Shade foram realmente novidades e mostraram a interação dos dois.

No geral, Coroa Cruel só me chamou atenção por um conto, mas não foi ruim. Recomendo o conto de Coriane, enquanto o de Farley é interessante se você gosta do romance dela com Shade em Espada de Vidro. Agora, estou curioso para o segundo livro de contos, Broken Throne, que será lançado em maio de 2019. Espero que ele traga ótimas histórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário