domingo, 31 de janeiro de 2016

[Resenha] Radiante - Alyson Noël

Autora: Alyson Noël
Editora: Intrínseca
Páginas: 174
Classificação: 3/5 estrelas
Título Original: Radiance

Algum tempo após o acidente de carro que a matou, Riley Bloom deixou sua irmã, Ever, no mundo que conhecemos e atravessou a ponte da vida após a morte até um lugar chamado Aqui, onde o tempo é sempre Agora. Riley reencontrou os pais, também vítimas do desastre, e Buttercup, o cão da família. Todos estavam se adaptando a uma morte boa e tranquila, até que ela foi chamada perante o Conselho e um segredo lhe foi revelado: a pós-vida não significa simplesmente uma eternidade de lazer. Riley tem tarefas a realizar. Ela é designada como Apanhadora de Almas, e Bodhi, um garoto diferente, que ela não consegue decifrar muito bem, é seu guia.

Riley, Bodhi e Buttercup voltam à Terra para sua primeira tarefa: fazer o Menino Radiante, que há anos assombra um castelo na Inglaterra, atravessar a ponte. Muitos Apanhadores de Almas já tentaram convencê-lo e não obtiveram sucesso. Mas isso foi antes que o menino conhecesse Riley...

Nota: Essa série é um spin-off da saga Os Imortais.

Resenha:

Bem vindos a Aqui e Agora.

Eu sou grande fã da saga Os Imortais e, consequentemente, me interessei em ler a saga de Riley, irmã de Ever, quando a mesma foi anunciada. Porém adiei e muito a leitura pois ao ver como o livro era fininho, ele não deveria ter uma história tão grande e podia esperar. E agora, ao finalizar a leitura, comprovei que isso é meio verdade. O livro realmente não tem uma história grande e nem a achei tão envolvente quanto Os Imortais, além de que o plot principal é resolvido nesse livro inicial. O que salvou a história foram dois plot twists que são inesperados e mudam toda a visão do leitor sobre o Garoto Radiante.

Outro ponto que me irritou foi a repetição exagerada do "bem" na narrativa. Entendo que Alyson inseriu como uma característica de Riley, que muda de opinião à todo momento, mas a palavra foi utilizada mais de 40 vezes (!!) em um livro com menos de 200 páginas. Também demorei a me acostumar com o termo Aqui e Agora para se referir ao lugar onde a garota estava.

Mas por outro lado, os personagens são muito bem desenvolvidos. Riley continua com a mesma ironia de Os Imortais e é impossível não torcer por ela; e Buttercup é aquele cão que todo mundo quer ter. Bohdi também é um bom personagem, apesar de não ter me conquistado tanto assim. E o já citado Garoto Radiante nos reserva uma surpresa e a achei bem interessante.

No final do livro, temos o primeiro capítulo do segundo volume, Luminoso, e fiquei curioso para lê-lo por causa do cliffhanger, mas não o lerei agora pois como disse, não é uma leitura que eu precise fazer o mais rápido possível, ele funciona mais como uma leitura sem grandes expectativas. Acredito que quem gostou de Os Imortais, irá gostar desta série.

4 comentários:

  1. Eu li RADIANTE e amei, não sei bem o que me cativou no livro.
    É uma história bem leve, sem muitos fatos espantosos, mas é um livro de narrativa gostosa que te faz terminar a leitura bem rápido. Amei a resenha <3

    Http://bibliotecasdealexandria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Well. E espero gostar mais dos próximos hahaha

      Excluir
  2. Oi, Rafael!
    Eu me decepcionei bastante com Os Imortais e estava na esperança de que essa série da Riley fosse melhor.
    Confesso que não gostei. Só li Radiante e pouco lembro da história.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza. Eu adoro Os Imortais, pena que não gostei de Radiante assim ;/

      Excluir