segunda-feira, 12 de novembro de 2018

[Resenha] Sem Filtro - Lily Collins

Autora: Lily Collins
Editora: Galera Record
Páginas: 240
Classificação: 5/5 estrelas
Título Original: Unfiltered
Compre: Amazon Brasil

Lily Collins — estrela de filmes como Instrumentos mortais, Espelho, espelho meu e Simplesmente acontece — estreia na literatura com um livro confissão; uma conversa entre amigas. Honesta. Sem filtro.

Pela primeira vez, Lily fala da vida pessoal e confessa seus segredos mais bem guardados. Lily desnuda suas vulnerabilidades com uma coragem comovente, e lembra que a vida não é feita apenas de risos e um eterno alvorecer cor-de-rosa. Para cada alegria há, também, dor e desilusão; luz e trevas, como em qualquer trama bem urdida.

Aceitação é a palavra mágica. Para Lily, olhar o espelho e gostar do que vê, fazer as pazes com você mesma é a chave para suportar os dias ruins. Embora o caminho para o amor-próprio possa ser sinuoso, a autora aprendeu que basta uma pessoa estender a mão, alguém tomar uma pequena atitude para todos os demais entenderem que não estão sozinhos.

Engraçada e terna, a voz de Lily irá inspirar você a ser quem é e a sempre dizer o que sente. Chegou a hora de achar sua voz. E viver sua vida... plenamente.

Resenha:

"Podemos fazer a diferença não apenas para aqueles de quem somos próximos, mas para aqueles que sequer conhecemos."

Lily Collins é uma atriz que sou muito fã - seja por seus filmes ou por sua personalidade -, então fiquei bastante animado quando descobri que ela publicaria uma autobiografia; e mais ainda quando a Galera Record comprou os direitos.

Foi muito bom descobrir mais sobre Lily, principalmente assuntos que até então eram desconhecidos da mídia, como seus relacionamentos abusivos. São os capítulos que mais nos prendem e a atriz passou por muitos maus momentos por isso; assim como com seus distúrbios alimentares, algo que eu já sabia que ela havia sofrido, mas ainda assim é um capítulo forte por termos todo o detalhamento do que ela sofreu nesses anos. Quando ela cita as crises e o que comia para enganar a fome é triste e alertador para outras pessoas.

Mas o livro não narra apenas de momentos tristes: temos capítulos onde Lily narra sua jornada até alcançar a fama e como ela não desistiu, o seu relacionamento com a mãe, sua tradição em participar de uma festa temática anual - e para quem a segue nas redes sociais sabe que é verdade que ela vai todos os anos - e seus personagens mais marcantes, entre eles Rosie de Simplesmente Acontece e Clary de Os Instrumentos Mortais, curiosamente os meus favoritos dela.

Um ponto negativo foram as fotos estarem em preto e branco, o que nos faz perder vários detalhes, mas ainda assim continua um ótimo livro. Não só quem gosta de Lily como atriz ou pessoa vai curtir o livro, mas também quem precisa de um choque de realidade e saber que nem sempre pessoas famosas ou esse mundo é sempre feliz e glamouroso.

2 comentários:

  1. Oi Rafael!
    Não acompanho a carreira da atriz mas pela resenha deu pra perceber que não precisa ser fã para se interessar por essa autobiografia, já que ela traz assuntos importantes de serem debatidos!
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Michelly, é um ótimo livro e que não se prende apenas nas coisas "fúteis" que certas biografias fazem ;)

      Excluir