sábado, 26 de novembro de 2016

[Resenha] Gossip Girl - Não Me Esqueça | Cecily Von Ziegesar

Autora: Cecily Von Ziegesar
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Classificação: 5/5 estrelas
Título Original: Gossip Girl - Don't You Forget About Me

Contagem regressiva para o início da faculdade! Em apenas dez dias, Blair, Serena, Nate, Dan e Vanessa deixarão o Upper East Side. E isso tem alguns significados: festas escandalosas de fim de verão, beijos agora-ou-nunca e até um adeus de partir o coração. Em Não me esqueça, aguardado último volume de Gossip Girl, todos estão fazendo planos para a vida independente, mas alguns segredos podem mudar vários destinos.

Nota: A resenha poderá conter spoilers dos livros anteriores (todos mencionados no final da resenha). Leia por sua conta e risco!

Resenha:

Quem vai ganhar o coração de N.?

Antes de tudo, vamos esclarecer que esse não é o último livro definitivo da série. Depois dele, Cecily Von Ziegesar escreveu mais dois (Só Podia Ser Você, uma prequel que se passa bem antes do primeiro livro; e Eu Sempre Vou te Amar, que se passa alguns meses após Não Me Esqueça), portanto nossa jornada com o Blair, Serena, Nate, Dan e Vanessa ainda irá durar mais algum tempo. Mas agora vamos voltar ao foco que é esse décimo primeiro volume, que foi tão bom quanto os anteriores.

Algo que eu sempre achei ruim foi Cecily não trabalhar o triângulo Serena-Nate-Blair. Sim, desde As Delícias da Fofoca, nós sabíamos que os três eram ligados, mas Blair sempre teve mais chances com Nate, já que nunca tivemos um real desenvolvimento entre ele e Serena. Apenas vimos os dois namorando rapidamente no oitavo livro, mas Nate continuava pensando em Blair. Então, felizmente Cecily resolveu mostrar que o garoto é mesmo dividido entre as duas, com várias cenas dele e Serena. Antes tarde do que nunca, não é?! Não digo que foi lá o melhor desenvolvimento de um triângulo, mas foi de um modo único, que condiz com o tom que a série carrega desde o primeiro livro. Ora os sentimentos de Nate pareciam algo sério, em outra apenas capricho da parte dele. Eu, particularmente, não acredito que ele ame mesmo as duas como diz, apenas sente atração física por elas (um pouco mais por Blair, verdade seja dita), que tem características distintas, mas que de algum jeito combinam com as dele.

Apesar disso, gostei do final proposto pela autora e isso foi um ponto bem positivo, pois os três são meus personagens favoritos tanto aqui como na série de TV. Nate precisa crescer; Blair merece algo melhor; e Serena é Serena, se vocês me entendem... Mas antes do gran finale dos três, acompanhamos seus plots próprios. O de Blair foi seu medo de perder a vida que sempre planejara para a fase Yale da sua vida, além de ter que lidar com uma repentina decisão de sua mãe e Cyrus, o que nos causa pena pela personagem pois tudo que ela planeja, acaba ocorrendo de outra forma. Já o de Serena foi as consequências de sua participação em Breakfast at Fred's, que a fará se questionar se quer ou não ir para a universidade; enquanto o de Nate foi uma medida disciplinar aplicada por seu pai por conta de seu reprovamento no ensino médio. Esse não acrescentou grande coisa pois o próprio personagem não levou a sério os ensinamentos que Chip, um capitão aposentado da marinha lhe passou, mas foi engraçado justamente pela introdução dessa figura.

Além deles, tivemos, claro, Dan e Vanessa. O primeiro continuou com o plot do livro anterior, questionando sua sexualidade, mas aqui temos a adição de sua mãe, Jeannette, que rendeu vários momentos engraçados e surreais, que só a série sabe mostrar. O final de tudo isso é meio óbvio desde o livro anterior, mas mesmo assim valeu a pena pela chegada da mãe dele. Ma por outro lado, esse plot deixou Vanessa chata por alguns capítulos, quando decidiu mudar seu visual por conta de Dan; seu plot com o casamento da irmã foi bem melhor, além de resolver as brigas que ela tinha com Ruby e Priot. E ainda no núcleo do Upper West Side, tivemos o retorno de Jenny, o que foi uma surpresa, pois só esperava sua participação na história por meio de e-mails, como em Eu Não Mentiria Para Você. A personagem está bem mais madura do que nos livros que esteve presente e quem já leu It Girl - eu só li o primeiro até agora -, afirma que isso é pelos acontecimentos nos livros da série.

Por fim, mas não importante, esse livro introduziu os trigêmeos que serão protagonistas da nova série spin-off Os Carlyle, Baby, Avery e Owen. Não vimos quase nada dos três, apenas sua chegada sendo narrada pela Gossip Girl, mas pela sinopse do primeiro livro, os irmãos renderão tanta confusão quanto Blair, Serena e Nate. A única decepção em relação à esse volume foi ele não ter mencionado o futuro de Chuck - apenas que ele terminou com certo personagem. Quem leu os livros sabe que ele não é importante aqui, mas merecia ao menos uma nota final sobre para onde iria, principalmente por seu sucesso com os fãs da série de TV.

Mas o importante é que Cecily conseguiu fechar bem a série e, mesmo que você não chegue a ler os próximos livros, o final desse volume deixa a sensação de que tudo foi concluído entre os personagens que acompanhamos e amamos por todos esses anos. Porém, é óbvio que lerei os próximos livros e os spin-off Os Carlyle e It Girl, então se você ainda querem mais da Gossip Girl, nós temos encontros marcados no futuro!


---
#9 - Vai Sonhando 
#11 - Não Me Esqueça

Nenhum comentário:

Postar um comentário