terça-feira, 13 de abril de 2021

[Resenha] Todo o Tempo do Mundo - Maurício Gomyde

Autor:
Maurício Gomyde
Editora: Astral Cultural
Páginas: 352
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: Todo o Tempo do Mundo

E se você um dia descobrisse que viaja ao passado toda vez em que fica muito feliz? E que vai ao futuro toda vez em que fica muito triste? Pois isso é o que acontece com Vitor Pickett.

Tudo começou na noite em que ele beijou Amanda, e Vitor nunca teve chance de descobrir se aquilo é dádiva ou maldição, porque, ao fim daquela festa, Amanda foi embora para outro canto do mundo, para nunca mais voltar.

Vinte anos depois, ele é um recluso dono de vinícola numa cidadezinha do Sul do Brasil, e acha que ela morreu num atentado; Ela, entretanto, é casada e gerente da livraria mais bonita do mundo, em Buenos Aires.

Mas um reencontro inesperado poderá mudar tudo. Vitor entenderá por que viaja no tempo? Amanda revelará que não é quem ele sempre imaginou? Aquele amor renascido será mais poderoso do que tudo que os separa?

As respostas dependerão de Vitor subverter a lógica insana de seu corpo e conseguir alterar um fato do passado. Porque, se é verdade que quando a primeira lágrima desce do olho esquerdo, o choro é de tristeza, e quando desce do direito o choro é de felicidade, aquele poderá ser o sinal mais poderoso de suas vidas...

Resenha:

E se você viajasse ao passado toda vez que ficasse muito feliz? E ao futuro toda vez que ficasse muito triste?

Quando vi a sinopse de Todo o Tempo do Mundo e que ele tratava sobre viagem no tempo, logo fiquei curioso para lê-lo.
   
Vitor e Amanda foram ótimos personagens, em especial ele. É muito fácil se conectar com sua história e acompanhar sua tentativa de sanar o problema das viagens. Já Amanda, pela sua construção, é um tipo mais calmo - e que em alguns momentos pode irritar por isso -, mas que aos poucos acorda e sai do ambiente tóxico que vive. Até as profissões dos dois nos envolve: ele, produtor de vinhos, nos deixa curiosos pelos tipos, e ela, funcionária de uma livraria, sempre tem uma citação literária para os momentos. Os demais personagens também são necessários, como Rico, um amigo de Vitor, que tem as melhores sacadas.

Toda a trama de viagem no tempo é muito interessante e às vezes acontece em momentos inesperados, por mais que nós já saibamos o modus operandi, pegando não só os personagens como nós de surpresa. A conclusão do plot foi satisfatória, mas mais do que as viagens, essa história é sobre amor, a força dos sentimentos, mesmo contra o passar dos anos. O final, então, têm várias reviravoltas que eu não esperava.
  
Todo o Tempo do Mundo foi uma ótima leitura e meu primeiro contato com a escrita do Maurício Gomyde - que é muito fluída e imersiva. Já quero conhecer mais obras do autor!

quinta-feira, 1 de abril de 2021

[Resenha] Sombra e Ossos - Leigh Bardugo

Autora:
Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Classificação: 2,5/5 estrelas
Título Original: Shadow and Bone

Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele.

Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.

A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.

Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.

Resenha:

Ela é a única que pode vencer a escuridão. E terá de fazer isso sozinha.

Sempre tive curiosidade pelo Grishaverse, o que só aumentou quando a série de TV da Netflix foi anunciada. Por isso, corri para ler o primeiro volume da trilogia inicial, Grisha. Mas, infelizmente, Sombra e Ossos foi uma decepção.

Eu já tinha visto em várias opiniões de que essa trilogia era mediana e a história só ficava boa em Six of Crows, então fui com as expectativas baixas. Mas ainda assim. Sombra e Ossos é um livro curto, de apenas 288 páginas, mas não acontece absolutamente nada, o que torna a leitura extremamente cansativa - levei mais de cinco dias para terminá-lo -, o que é uma pena, pois os 30% iniciais da história parecem bem interessantes. Mas após isso, os capítulos parecem andar em círculos.

E os personagens, que poderiam salvar o livro, são tão desinteressantes quanto. Alina é talvez a menos fraca do trio principal, mas é apenas um retalho de tudo o que já vimos em personagens do gênero - não acredita em si, se acha feia etc. Darkling e Maly também não possuem nada que os destaquem e eles passaram invisíveis para mim. Apenas duas me soaram interessantes e possuem um certo impacto: Baghra e Genya.

Para não dizer que não foi uma perda total além dos 30% iniciais, há um plot twist bem interessante durante a metade do livro, mas é o único que funciona, pois o que vem acompanhado dele era bem previsível desde o início. Sombra e Ossos foi apenas uma leitura mediana, mas ainda assim tentarei dar uma chance para as sequências (mais por conta da série, confesso). Espero que elas sejam melhores.

terça-feira, 30 de março de 2021

[Resenha] Diários do Vampiro - Caçadores: Destino - L.J. Smith

Autora:
 L. J. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Classificação: 4,5/5 estrelas
Título Original: The Vampire Diaries - Hunters: Destiny Rising

Enquanto Elena Gilbert investiga mais sobre seu futuro como Guardiã, o campus é tomado por vampiros determinados a ressuscitar Klaus, um dos oponentes mais poderosos que o grupo de amigos de Fell’s Church já enfrentou.

Nesse meio-tempo, Elena descobre que, junto aos Poderes de Guardiã que tanto precisa, ela receberá uma terrível missão: antes de matar Klaus e salvar a si e a seus amigos, ela terá que sacrificar alguém que ama.

Mas será essa a única saída? Não há nenhuma maneira de mudar esse destino? Elena precisa decidir o quanto está disposta a ceder. E rápido — antes que seja tarde demais.

PS: Esse é o 10º livro da série. A resenha contém spoilers dos anteriores da trilogia.

Resenha:

A decisão que definirá seu destino.

Após a trilogia O Retorno, L. J. Smith foi afastada de Diários do Vampiro e um ghostwriter assumiu a série. Por mais que seja um crime um autor não poder concluir sua própria saga, O Retorno foi uma trilogia bem arrastada, coisa que mudou em Caçadores. E esse livro conseguiu concluir muito bem mais esse arco da série.

Canção da Lua terminou com um gancho para o retorno do melhor vilão que a primeira quadrilogia apresentou, então é claro que ele não seria um livro ruim. Mas Destino conseguiu superar os anteriores e ser o melhor dessa "trilogia vermelha". Eu realmente não esperava o retorno de outros personagens além dele, mas fiquei em êxtase. E o livro é tão viciante, que a leitura voa em questão de horas.

domingo, 28 de março de 2021

[Resenha] A Vista Infinita - Katharine McGee

Autora:
Katharine McGee
Editora: Rocco
Páginas: 384
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: The Towering Sky

BEM-VINDO DE VOLTA A NOVA YORK, 2119. Uma cidade arranha-céu, abastecida de sonhos impossíveis, onde moram cinco adolescentes que tiveram suas vidas entrelaçadas de maneiras que ninguém poderia imaginar... Leda só quer seguir em frente depois do que aconteceu em Dubai. Até que uma nova investigação aparece e ela precisa pedir ajuda para a pessoa que ela passou o ano todo tentando esquecer.

Rylin está de volta para sua antiga vida, junto a sua antiga paixão. Mas quando ela começa a ver Cord de novo, fica dividida entre dois mundos e dois garotos completamente diferentes. Calliope está presa em uma armadilha. Fingir ser quem não é pode custar mais caro do que ela imagina. O que pode acontecer se todas as suas mentiras forem descobertas? Watt ainda está apaixonado por Leda. Ele é capaz de tudo para tê-la de volta, até desenterrar segredos que deveriam permanecer enterrados.

E agora que Avery está de volta da Inglaterra com seu novo namorado, Max, sua vida aparenta estar mais perfeita do que nunca. Então por que ela sente como se quisesse uma vida que fosse qualquer coisa, menos perfeita? Este final da trilogia de Katharine McGee de tirar o fôlego volta para Nova York do século XXII: um mundo cheio de glamour, tecnologia fascinante e segredos inimagináveis. Afinal, quando se tem tudo, você tem tudo a perder.

PS: A resenha pode conter spoiler dos livros anteriores.

Resenha:

Toda subida tem sua queda.

O Milésimo Andar foi uma trilogia que me conquistou logo de cara, por isso, ao mesmo tempo que estava ansioso para ler a conclusão, não queria me despedir dos personagens.

Começando por Leda e Watt, que engoliram totalmente A Altura Deslumbrante para si, eles foram os responsáveis pelos melhores momentos desse também. Toda a rendenção de Leda foi muito bem desenvolvida desde o anterior e continuou aqui, nos fazendo torcer para que ela conseguisse se livrar dos problemas, e por Watt e ela. A princípio, a trama de Watt parecia só uma escada para a de Leda, mas Katharine me surpreendeu positivamente.

sexta-feira, 26 de março de 2021

[Resenha] De Volta - Kass Morgan

Autora:
Kass Morgan
Editora: Galera Record
Páginas: 302
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: Homecoming

Nota: Contém spoilers dos livros anteriores na resenha e sinopse.

Quando naves riscam o céu da Terra, os 100 sabem que mais pessoas estão deixando a colônia espacial. E esse pode ser o retorno definitivo da humanidade ao planeta.

Glass sobreviveu à queda dos módulos de transporte. Ela experimenta as novas sensações de estar na Terra. Clarke, por sua vez, está comandando o resgate aos sobreviventes da colisão, mas não consegue parar de pensar em seus pais, que ainda podem estar vivos.

Já Wells precisa encontrar uma forma de lidar com a nova ameaça à sua liderança. Os homens que detinham o poder na colônia estão decididos a manter a ordem na Terra segundo suas regras. Mas essa nova lei está longe de ser justa. Chegou a hora de os 100 lutarem por liberdade, em seu novo lar.

Resenha:

"— Nunca se desculpe por ver o melhor nas pessoas, Wells. Essa é uma qualidade incrível."

Os Escolhidos e Dia 21 foram ótimas leituras, por isso estava muito curioso para a "conclusão" da trilogia. Mas, apesar de não ser um livro ruim, De Volta não conseguiu superar seus antecessores, mesmo possuindo todas as armas para isso.

Começando pela volta dos habitantes restantes da Arca e toda a guerra que isso causaria entre os dois grupos de Terráqueos. Kass Morgan podia ter nos dado uma batalha épica, mas foi tudo muito rápido e "fácil". Talvez a editora americana quis seguir o modelo dos livros anteriores, com poucas páginas, o que acabou afetando essa parte. Há ainda uma morte que achei um pouco forçada e fica claro que a autora quis apenas nos chocar.

quarta-feira, 24 de março de 2021

[Resenha] A Cinco Passos de Você - Rachael Lippincott, Mikki Daughtry e Tobias Iaconis

Autores:
Rachael Lippincott, Mikki Daughtry e Tobias Iaconis
Editora: Alt
Páginas: 288
Classificação: 4,5/5 estrelas
Título Original: Five Feet Apart

Stella Grant gosta de controle. Ela parece uma adolescente típica, mas em sua rotina há listas de tarefas e inúmeros remédios que deve tomar para controlar a fibrose cística, doença crônica que impede que seus pulmões funcionem como deveriam. Para conseguir um transplante, ela precisa seguir seu tratamento e eliminar qualquer chance de infecção, o que significa ficar a pelo menos seis passos de outros pacientes com a doença – sem exceção.

Will Newman não dá a mínima para o novo tratamento experimental para o qual foi selecionado. Prestes a completar dezoito anos, ele mal pode esperar para finalmente se livrar das máquinas e hospitais, usando o pouco de vida que ainda lhe resta para conhecer o mundo.

Stella e Will são muito diferentes. Ao mesmo tempo, sua doença não é a única coisa que os une. Eles não podem se aproximar, mas, conforme sua conexão aumenta, os seis passos entre eles passam a ser insuportáveis. E se pudessem quebrar as regras? Cinco passos são tão perigosos quanto perder um grande amor?

Resenha:

"Nunca entendi a importância do toque... Até não poder tê-lo."

Desde que o trailer de A Cinco Passos de Você foi lançado, fiquei curioso por ele e pelo livro, apesar de ter demorado um pouco para enfim pegá-lo e ler. Mas após fazer, entre o final de 2020 e o começo de 2021, fiquei muito feliz de começar o ano com uma leitura tão boa e envolvente.

Os personagens são todos carismáticos e bem desenvolvidos. É até difícil dizer qual o meu favorito, pois mesmo Stella e Will sendo os protagonistas, os demais ganharam tanto destaque quanto, em especial Poe. A amizade dele com Stella (e com Will, posteriormente) é muito bonita, assim como o romance da garota com Will. Apesar de Stella e Will serem arquétipos do gênero - ela a mocinha controlada e ele, o sarcástico e que não liga para regras -, há motivos para ambas personalidades e elas se encaixam com os dois.

sábado, 20 de março de 2021

[Resenha] A Vingança de Mara Dyer - Michelle Hodkin

Autora:
Michelle Hodkin
Editora: Galera Record
Páginas: 378
Classificação: 3/5 estrelas
Título Original: The Retribution of Mara Dyer

Depois de descobrir que consegue matar apenas com o pensamento, assim como seu namorado é capaz de curar com a mesma facilidade, Mara Dyer é capturada por uma inescrupulosa médica, que a faz passar por uma série de testes e experimentos.

Mas Mara não está sozinha. Outros jovens com poderes igualmente extraordinários são usados como cobaia. Com a ajuda deles, e de um velho inimigo, ela consegue fugir e parte em busca de vingança.

Nota: A resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.

Gatilhos: Tentativa de estupro; automutilação;  pensamentos ou tentativas suicidas.

Resenha:

"A primeira coisa que notei ao acordar era que estava coberta de sangue. A segunda foi que aquilo não me perturbava da maneira como deveria."

A Desconstrução de Mara Dyer foi uma leitura interessante e apesar de ter todos as cartas para ser tão boa quanto, A Evolução de Mara Dyer foi uma continuação inferior. Por isso, eu estava bem receoso por essa conclusão.

Foi muito difícil me conectar com esse volume, mais até do que com o segundo. Isso porque os flashbacks que me incomodaram no anterior foram bem mais presentes aqui, me desfocando direto. Por mais que sejam explicados no fim, eles continuam quebrando o climax do presente e sendo chatos. Como a autora sempre intercalava um no presente e um no passado, é como se apenas metade do livro fosse realmente interessante.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

[Resenha] Dia 21 - Kass Morgan

Autora: Kass Morgan
Editora: Galera Record
Páginas: 288
Classificação: 4,5/5 estrelas
Título Original: Day 21

Nota: Contém spoilers do primeiro livro na resenha e na sinopse abaixo.

Vinte e um dias após os cem terem chegado à Terra com a missão de recolonizar o planeta, um inimigo desconhecido é descoberto.

Pensa-se que eles eram os únicos humanos a pisar na superfície terrestre em séculos, mas agora, nada mais é certo. Entre resgates, buscas e romances, segredos são revelados, crenças são quebradas e relacionamentos são testados.

Resenha:

"— Acho que o paraíso é onde queremos que ele seja."

Os Escolhidos oi uma boa leitura e o seu final me deixou muito curioso pela continuação. Mas não imaginava que Dia 21 seria tão bom.

Apesar de gostar muito de Clarke, Glass é minha mocinha favorita. Sua parte perdeu um pouco de impacto aqui, se comparada as dos outros - e é totalmente compreensível -, mas não deixou de ser envolvente e recuperou o fôlego no fim, tornando-se uns dos melhores capítulos. Senti o caos enquanto lia. Clarke, como já disse, estava envolvida nas partes da Terra e que eram muito interessantes por conta própria, mas sua saga devido as mudanças de um fato que ela achava concreto foi surpreendente e quero ver como vai terminar.

domingo, 20 de dezembro de 2020

[Resenha] Joyland - Stephen King

Autor:
Stephen King
Editora: Suma
Páginas: 240
Classificação: 4/5 estrelas
Título Original: Joyland

Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.

Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado - e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.

O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer - e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

Resenha:

"Mesmo quando as lembranças machucam, é difícil esquecer. Talvez seja ainda mais difícil quando machuca."

Joyland é um livro bem diferente do que Stephen King escreve, pelo menos dos que li. Por mais que as características do autor estejam aqui, o terror não é o foco da história; talvez pelo fato do protagonista, Devin, ter apenas 21 anos. Mas ainda assim há diversos momentos que nos deixam aflitos pelo que irá acontecer, com destaque para os momentos finais. E o cenário escolhido para a história, um parque de diversões, só deixou tudo melhor. Dificilmente histórias em um local assim, principalmente de suspense, falham.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

[Resenha] Last Day of Love - Lauren Kate

Autora:
Lauren Kate
Editora: Delacorte Press
Páginas: 48
Classificação: 4.5/5 estrelas
Título Original: Last Day of Love

No aniversário de dezoito anos de Ander, ele deve desistir de tudo o que ama a fim de completar a Passagem e se tornar um Semeador. Mas ele pode abrir mão de seu amor por Eureka?

Resenha:

"E embora ela não saiba nada da minha existência, eu a conheço toda a minha vida."

Assim como Fallen, a duologia Teardrop, de Lauren Kate, me conquistou desde o primeiro livro e até hoje lembro de seu final, um dos mais agridoces que já li. Mas ironicamente, não sabia desse conto, então fiquei muito surpreso quando ele apareceu aleatoriamente para mim na Amazon, e corri para lê-lo.